Como a escolha de óculos pode valorizar ou desfavorecer o visual

Publicado em: 14/05/2021

Para especialistas, é fundamental uma adequada estética na qual óculos e personalidade estejam harmônicos

Em razão da quarentena imposta pela pandemia da COVID-19, muitas pessoas tiveram acentuada a necessidade de usar lentes corretivas devido à frequente exposição em frente às telas de computador, celulares e outros aparelhos eletrônicos que trazem consequências para a visão. Além disso, os óculos são considerados acessórios de beleza e as inúmeras opções de armações e cores podem confundir na hora da escolha.

Para auxiliar na hora da busca pelo modelo correto, os consultores e parceiros da Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul), Sabrina Alvarenga e Christian Piscopo, desmitificam alguns padrões com critérios que ajudam a evitar erros mais comuns.

“Não é somente o tamanho do rosto que irá definir, mas sim, os traços e demais elementos de cada um”, afirmam.

O alerta, segundo os especialistas, é analisar o defeito óptico a ser corrigido e, por meio disso, limitar a escolha de algumas armações. Para isso, é necessária a receita do cliente, que é a ferramenta inicial que vai interferir na consultoria e nos processos seguintes. Para os consultores, critérios como a escala do rosto e o peso visual, traços fortes ou delicados da boca, olhos e nariz, devem ser cuidados com atenção.

“Não existe receita pronta. É necessário avaliar características como escala e formato do rosto, personalidade e estilo. O encaixe da nasal, por exemplo, deve ter aderência completa e anatômica, com formato ideal para não machucar, especialmente em casos de óculos com plaquetas. Também existem óculos que possuem designer para cumprir o papel da sobrancelha e dão a expressão ideal. O estilo pessoal também ajuda a fazer a leitura da personalidade e expressa a individualidade”, explicam.  

O contraste da imagem ajuda, ainda, a entender quais ilusões ópticas devem ser usadas, com base nas linhas e cores do rosto, que contrastam ou harmonizam. A recomendação dos especialistas é cuidar o tom de pele e o contraste natural, como tom de cabelo, sobrancelha e boca, pois algumas cores têm o poder de valorizar ou desfavorecer as pessoas e as escolhas certas realçam as melhores características de cada um.

O tema esteve presente em live transmitida pela Ajorsul.